Connect with us

Cultura

“A Revolta do Buraco”: Uma distopia que se assemelha a Realidade Social Brasileira

Published

on

No livro “A Revolta do Buraco”, o autor José Filipe Faro cria uma distopia para refletir sobre questões prementes da sociedade contemporânea brasileira, como desigualdade social, alta exploração da classe trabalhadora  e divisão do trabalho. A obra se destaca por sua capacidade de provocar reflexão e diálogo sobre esses temas, servindo como uma metáfora para a realidade social vivida no país.

O livro, uma fábula moderna sobre organização e mudança social, explora a jornada de Rosa e sua comunidade em busca de liberdade e igualdade, refletindo questões profundas como desigualdade, justiça social, e divisão do trabalho​. Através de uma trama que gira em torno da exploração e subjugação de uma comunidade, onde seus membros, desde jovens até anciãos, são explorados até a exaustão, Faro nos convida a questionar a estrutura e os valores de nossa própria sociedade. A história de Rosa, que se une a um grupo de amigos para iniciar uma jornada de autodescoberta e emancipação, serve como um espelho para as injustiças e desafios enfrentados no mundo contemporâneo

A desigualdade social no Brasil, um dos temas centrais abordados no livro, é um problema crônico que se agravou com a pandemia de COVID-19. Dados recentes do Banco Mundial revelam que, no início da pandemia, cerca de três em cada dez brasileiros eram considerados pobres, com renda per capita inferior a R$ 499 por mês. Apesar de programas de assistência do governo, como o Auxílio Emergencial, terem ajudado a conter o aumento da pobreza em 2020, as taxas de pobreza aumentaram significativamente assim que o suporte do governo diminuiu, evidenciando a dependência das famílias brasileiras em relação ao apoio estatal diante de condições adversas no mercado de trabalho.

Outro estudo, desenvolvido pelo FGV Social, mostra que a pobreza atingiu 29,6% da população brasileira em 2021, representando um aumento significativo em relação a anos anteriores. Esse cenário de pobreza elevada é particularmente alarmante, pois representa uma década perdida em termos de avanços sociais. A pesquisa também destaca a desigualdade geográfica no país, com estados como o Maranhão apresentando taxas de pobreza muito superiores à média nacional.

José Filipe Faro, ao abordar essas questões em “A Revolta do Buraco”, convida os leitores a refletirem sobre a urgência de combater a desigualdade e promover a justiça social. O livro ressalta a importância da organização popular para conquistar grandes reformas estruturais e políticas públicas eficazes. Ao utilizar a ficção como espelho da realidade, Faro demonstra o poder da literatura não apenas como entretenimento, mas também como um instrumento de crítica social e de transformação.

A inspiração de Faro em obras literárias clássicas, como “A Revolução dos Bichos” de George Orwell, “O Mundo de Sofia” de Jostein Gaarder, e “O Alquimista” de Paulo Coelho, também contribui para a riqueza da obra. A influência desses clássicos não apenas enriquece a narrativa, mas também a posiciona dentro de uma tradição literária de explorar grandes questões filosóficas e sociais por meio da ficção​.

“Escolhi uma narrativa metafórica para ‘A Revolta do Buraco’ porque acredito que as histórias têm o poder utópico e alcançam o coração das pessoas nas questões sociais. Quero que os leitores se vejam nos personagens e com vontade de lutar por condições iguais, pois somente assim chegaremos mais próximo da liberdade.”, comenta o autor.

José Filipe Faro, com sua diversificada carreira que abrange publicidade, empreendedorismo, e ativismo social, traz para “A Revolta do Buraco” uma perspectiva única que reflete sua compreensão das dinâmicas sociais e políticas. Sua obra não é apenas uma contribuição significativa à literatura brasileira contemporânea, mas também um chamado à reflexão e ao diálogo sobre como podemos coletivamente aspirar e trabalhar por uma sociedade mais justa e equitativa​

“Espero que este livro sirva como um catalisador para o diálogo e a reflexão sobre como podemos construir uma sociedade mais justa e equitativa. A classe trabalhadora dificilmente consegue alterar algo sozinha socialmente. É sempre unida e organizada que isso ocorre historicamente. A ficção tem o poder de abrir nossos olhos para as injustiças do mundo e nos inspirar a agir”, finaliza José Filipe Faro.

Sobre José Filipe Faro

José Filipe Faro, formado em Publicidade pela Universidade Metodista, é uma figura notável na área de marketing e ativismo social. Iniciou sua carreira em agências de publicidade, seguida pela gestão da metalúrgica familiar, onde adquiriu experiência prática em administração e finanças. Seu espírito empreendedor o levou a co-fundar a Wheyme, uma vending machine de Whey Protein, conquistando clientes como SmartFit e JustFit.

Em 2018, Faro co-criou o Clube do Minhoca, um espaço de stand-up em São Paulo, com o humorista Patrick Maia, e também colaborou na fundação de uma produtora de conteúdo audiovisual e editora de livros focada em comédia. Seu engajamento em questões sociais cresceu ao participar de projetos como a Estamparia Social e uma cooperativa do MST na distribuição de alimentos desde 2020. Este percurso diversificado inspirou Faro a iniciar a escrita de um livro, unindo suas experiências em arte, ativismo e política.

Olívia Padilha é uma figura proeminente no mundo do jornalismo, marketing e assessoria de imprensa, com atuação destacada no cenário do Rio de Janeiro, especialmente em Angra dos Reis.

Continue Reading

Cultura

Quatro motociclistas desafiam a gravidade no Globo da Morte do Gran Circo Norte Americano

Published

on

Em Goiânia até o final de abril, o Gran Circo Norte Americano apresenta um show imperdível para todas as idades

O Globo da Morte, uma das atrações mais emocionantes dos circos, surgiu no final do século XIX, na Europa. Desde as primeiras apresentações, que tinham apenas um único motociclista, a popularidade da atração cresceu rapidamente, e logo se espalhou para os circos de todo o mundo. Em Goiânia, a tradição circense se junta à tecnologia moderna no Gran Circo Norte Americano, e quatro corajosos motociclistas fazem a alegria do respeitável público.

Um dos destaques do espetáculo, os motociclistas entram em um globo de aço girando em alta velocidade e realizam manobras que desafiam a gravidade e o bom senso. A sincronia entre os pilotos e a velocidade estonteante garantem momentos de pura emoção e deixam crianças e adultos de olhos atentos no palco.

Vale lembrar que os profissionais são altamente treinados, usam capacetes e roupas especiais. O globo mede cerca de 3 metros de diâmetro e o espetáculo é completado com luzes e músicas hipnotizantes. Lá dentro os veículos chegam a até 100 quilômetros por hora.

Com um show que entrega diversão para todas as idades, o Gran Circo Norte Americano está em curta temporada em Goiânia durante o mês de abril, com promoção limitada, de meia entrada para adultos e crianças na área lateral.

A trupe é composta por artistas internacionais que já viajaram por toda América Latina, reunindo milhares de pessoas na tenda que agora, se instala na Capital. No picadeiro, malabaristas, palhaços e contorcionistas garantem a diversão de toda a família. Em todos os momentos, a tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais.

O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, ancorado na experiência de mais de 150 anos da família Stevanovich, que está na 6ª geração do Circo.

Serviço:
Curta Temporada: Abril
Local: Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping
Ingressos:
Lateral: R$ 30 (Promoção limitada: todos pagam meia no setor lateral)
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.
Compra online: https://www.guicheweb.com.br/
Terça à Sexta: 20h
Sábados: 16h, 18h e 20h
Domingos e Feriados: 16h, 18h e 20h
Têm direito à meia entrada:
Crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes com carteirinha.
Menores de 2 anos não pagam.

Fotos: Letícia Coqueiro

Continue Reading

Cultura

Redação nota mil: professora revela estratégias para alcançar a pontuação máxima no ENEM

Published

on

Segundo Dayane Alemar, fundadora da Salinha, com habilidades de escrita, argumentação e uma rotina de estudos personalizada, é possível obter sucesso na prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das principais portas de entrada para o ensino superior no Brasil, e sua redação representa um desafio para milhões de estudantes todos os anos. Entre os aspirantes a uma vaga nas universidades, existe uma pergunta constante: “É possível tirar nota mil na redação do ENEM?”.

A obtenção da nota máxima não é uma tarefa fácil, mas tampouco é um feito impossível. A pontuação máxima representa não apenas domínio técnico da língua portuguesa, mas também capacidade de argumentação, coesão textual e, sobretudo, compreensão e desenvolvimento do tema proposto.

Dicas nota mil

De acordo com a Professora Dayane Alemar, fundadora da Salinha, um curso preparatório pré-vestibular com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, antes de iniciar a redação, é crucial compreender plenamente o tema proposto e delimitar sua abordagem. “Isso envolve a análise cuidadosa dos textos motivadores e a reflexão sobre suas implicações sociais, culturais e políticas”, revela.

Para Dayane, uma redação bem-sucedida no ENEM deve seguir uma estrutura clara e coesa, composta por introdução, desenvolvimento e conclusão. “Cada parágrafo deve contribuir para o desenvolvimento progressivo da argumentação, mantendo a coesão e a coerência textual”, pontua.

A construção de argumentos bem fundamentados e uma boa variedade vocabular são essenciais para uma redação bem avaliada. “O estudante deve utilizar dados, exemplos e referências pertinentes para embasar suas ideias e reforçar sua posição. Além disso, demonstrar domínio do vocabulário e da norma culta da língua portuguesa é um critério avaliado na correção da redação. Usar termos e expressões adequadas ao contexto, evitando repetições excessivas e clichês linguísticos é fundamental”, declara.

Rotina personalizada

A professora acredita que uma das chaves para o sucesso na redação do ENEM é uma rotina de estudos personalizada e bem estruturada. “Cada estudante possui habilidades, conhecimentos e desafios únicos, e é importante adaptar o plano de estudos de acordo com suas necessidades individuais”, relata.

Segundo Dayane, essas são algumas dicas capazes de maximizar a rotina de estudos:

  • Identificação de pontos fracos: Isso pode envolver a análise de redações anteriores, feedback de professores ou mesmo a realização de exercícios práticos;
  • Estabelecimento de metas: Definir objetivos de curto, médio e longo prazo, acompanhando o progresso de forma regular;
  • Diversificação de recursos: O aluno deve experimentar diferentes abordagens e técnicas de escrita, identificando aquelas que melhor se adaptam ao seu estilo e ritmo de aprendizado.

Para a fundadora da Salinha, os cursos pré-vestibulares desempenham um papel crucial no processo de preparação. “A maioria dos alunos que alcançam a nota máxima na redação do ENEM possui algum tipo de preparação adicional, seja por meio de cursos presenciais ou online”, revela.

Além de acompanhamento especializado, simulados e aulas práticas, os cursos são essenciais para maximizar a motivação dos alunos. “São soluções que oferecem um ambiente encorajador, onde os alunos podem compartilhar experiências, trocar ideias e receber apoio de professores especializados durante o processo de preparação”, pontua.

Embora alcançar a nota mil na redação do ENEM seja um grande desafio, não é uma meta inatingível. “Com dedicação, estratégia e uma rotina de estudos personalizada, é possível não apenas obter sucesso na prova, mas também desenvolver habilidades de escrita e argumentação que serão valiosas ao longo da vida acadêmica e profissional”, finaliza.

Sobre a Salinha de Dayane Alemar

A Salinha de Dayane Alemar é mais do que um simples curso pré-vestibular. Com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, o curso preparatório está pronto para transformar o futuro dos alunos, prepará-los para brilhar nos vestibulares e conquistar seu sonho de aprovação mais rápido do que em métodos tradicionais.

A equipe conta com professores que, além de altamente qualificados, são apaixonados pelo que fazem e estão comprometidos em ajudar os alunos a conquistarem seus objetivos, proporcionando uma educação de excelência e uma experiência de aprendizado inspiradora.

Para mais informações, acesse as redes sociais em @profdayanealemar.

Sobre Dayane Alemar

Dayane Alemar é professora de Química e fundadora do pré-vestibular Salinha Dayane Alemar, mais que um pré-vestibular, que se destaca pelo número de aprovações e a velocidade que os alunos conseguem conquistar a tão sonhada aprovação.

A Salinha Dayane Alemar já conquistou mais de 1.200 aprovações só no curso de medicina nos últimos 6 anos, além de uma comunidade de mais 70.000 seguidores no Instagram onde compartilha a sua metodologia única. Após trabalhar durante anos em escolas e pré-vestibulares tradicionais, entendeu a importância de desenvolver uma metodologia que diminuísse o tempo para a conquista da aprovação.

Com essa metodologia inovadora e única transforma completamente não apenas a performance dos alunos mas também os seus resultados através de uma estratégia certa para cada objetivo.

Continue Reading

Cultura

Discípulo de Luciano Pavarotti promove novo recital em Salvador

Published

on

Acompanhado por cantores de Salvador e Aracaju, o tenor italiano Sabino Martemucci organiza a terceira edição do recital de canto lírico no Museu de Arte da Bahia.

Com entrada gratuita, o tenor italiano Sabino Martemucci apresenta o espetáculo “ÓPERA… UMA PAIXÃO!” na sexta-feira (12), no Museu de Arte da Bahia, às 19h.

O repertório será composto, dentre outras composições, por peças que marcam a preparação do grupo para a montagem da Ópera “Cosí Fan Tutte” de Mozart.

No recital de canto lírico, o discípulo de Luciano Pavarotti vai dividir palco com artistas da Bahia e Sergipe como André Azevedo (tenor), Denyalles Alves (soprano) Eugênia Niccoli (mezzo soprano), Jesy Sales (soprano), Lília Falcão (soprano), Rogério Carvalho (tenor) e Teresa Campos (mezzo soprano), acompanhados pelo pianista Joel Magalhães.

Atualmente, Sabino Martemucci passa uma temporada no Brasil, ministrando cursos e fazendo recitais para incentivar a realização de mais eventos de ópera.

SERVIÇO:
O QUÊ: Espetáculo “ÓPERA… UMA PAIXÃO!” com o tenor italiano Sabino Martemucci, os cantores André Azevedo (tenor), Denyalles Alves (soprano) Eugênia Niccoli (mezzo soprano), Jesy Sales (soprano), Lília Falcão (soprano), Rogério Carvalho (tenor) e Teresa Campos (mezzo soprano), acompanhados pelo pianista Joel Magalhães.
QUANDO: sexta, 12 de abril de 2024, às 19h
ONDE: Museu de Arte da Bahia
QUANTO: Entrada Gratuita (limitada à lotação do espaço)
Informações pelo WhatsApp (71) 991669376 ou pelo Instagram @sabinooperasinger

Continue Reading

Trending

Abrir bate-papo
1
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?
Consent Management Platform by Real Cookie Banner